Apneia do sono e suas consequências no cérebro

A apneia do sono é um distúrbio do sono no qual a pessoa para de respirar, durante alguns segundos, enquanto está dormindo a noite. Há pessoas que nem sabem que possuem a doença. Estudos apontam que cerca de 90% das pessoas que sofrem de disturbios do sono não foram diagnosticadas.

Nos últimos anos, a alteração no hábito de dormir passou a ser vista com mais seriedade. O distúrbio pode trazer vários problemas para o cérebro, mas não é apenas isso. A apneia do sono pode fazer a pressão subir, prejudica o trabalho dos rins, prejudica o coração, aumenta o risco de acidentes, deixa os ossos fracos e etc.

Pensando na gravidade e nos riscos da doença, abaixo você vai conferir mais detalhes sobre a apneia do sono. Falaremos sobre os sintomas da apneia do sono, seus tratamentos e 3 consequências que esse distúrbio pode causar no seu cérebro. Não deixe de conferir e boa leitura!

Quais são os sintomas da apneia do sono?

Quem acha que o mal está ligada a apenas pessoas adultas, se engana. A doença também podem se apresentar nas crianças. Dentre os sinais e sintomas que podemos destacar, estão:

  • Sonolência excessiva durante o dia;
  • Ronco alto;
  • Despertar de repente durante a noite com falta de ar;
  • Despertar com a boca seca;
  • Dor de cabeça pela manhã;
  • Insônia;
  • Déficit de atenção;
  • Irritação, impaciência e nervosismo durante o dia que ocorrem por causa de uma noite mal dormida;
  • Ter esquecimentos;

Caso você tenha ou perceba que alguém tenha os sintomas listados abaixo, o recomendado é procurar ajuda médica:

  • Ronco alto;
  • Sentir falta de ar enquanto está dormindo;
  • Pausas frequentes na respiração enquanto dorme;
  • Grande sonolência durante o dia, que pode levar a pessoa a dormir no trabalho ou enquanto dirige;

Muitas pessoas não se preocupam com o ronco e nem o encaram como algo grave. Vale ressaltar que nem todo mundo que ronca possui apneia do sono. Porém, é importante conversar com o médico caso o ronco esteja muito alto, principalmente se o mesmo vier acompanhado por períodos silenciosos.

Qual o tratamento ?

Agora que você sabe quais são os sintomas da apneia do sono, vamos dar mais detalhes sobre o tratamento do distúrbio. O intuito do tratamento da apneia do sono é manter as vias respiratórias abertas, visando que a respiração não seja interrompida enquanto a pessoa dorme.

Casos que não são tão graves, o paciente pode utilizar aparelhos odontológicos na boca durante a noite. O objetivo é manter a mandíbula posicionada mais para frente, impedindo o bloqueio das vias aéreas.

Em casos moderados ou severos, o tratamento da apneia do sono pode ser feito com uso de uma máscara de pressão positiva contínua nas vias aéreas. Essa máscara vai jogar o ar na via respiratória, fazendo com que ela fique aberta.

Em alguns casos pode ser necessário fazer cirurgias, que podem ser:

  • Cirurgias no nariz ou na cavidade óssea;
  • Cirurgia para remover as amígdalas e adenoides. Essa cirurgia pode trazer a cura em crianças. Em adultos nem sempre ela será eficaz.

Mas, também é possível evitar a apneia do sono. Se você não quer ser diagnosticado com o distúrbio, pode seguir essas dicas aqui apresentadas para prevenir a doença.

Agora você sabe quais são os sintomas e o tratamento da apneia do sono. Veja abaixo algumas das consequências que o distúrbio pode acabar causando no cérebro.

A apneia do sono pode ocasionar alterações nas funções do cérebro

Alguns estudos mostram que a apneia do sono pode afetar (e muito) as funções cerebrais. Algumas pessoas que possuem o distúrbio informam possuir problemas de pensamento, falta de concentração, dificuldades de memorizar ou de tomar decisões, estresse e até mesmo depressão.

Isso acontece porque a esta condição faz alterações significativas nos níveis de dois químicos do cérebro. As pessoas com a doença possuem diminuição dos níveis de GABA e níveis elevados de glutamato. Por causa disso, o distúrbio acaba afetando a vida das pessoas diariamente.

O GABA atua como um mensageiro químico, agindo como inibidor cerebral, podendo retardar ações para manter as pessoas calmas. Ele também pode afetar o humor e auxilia na produção de endorfinas.

Já o glutamato é como se fosse um acelerador. Quando seus níveis ficam elevados, o cérebro trabalha estressado e, assim, não trabalha de forma eficaz. A máscara que ajuda a pessoa a dormir melhor pode ser um dos tratamentos da apneia do sono para corrigir o problema.

Apneia do sono pode ocasionar um declínio cognitivo em pessoas idosas

Pessoas idosas que possuem apneia do sono, podem apresentar um início de declínio cognitivo, especialmente aquelas que têm ronco pesado. O problema pode aparecer, aproximadamente, dez anos antes quando comparado com idosos que não possuem apneia do sono ou que não tratam.

O estudo mostra que idosos que desenvolveram algum transtorno cognitivo que possuem apneia do sono, começaram a ter uma perda mental com cerca de 77 anos. Idosos que desenvolveram os mesmos transtornos, mas que não possuem o problema, começaram a ter a perda mental a partir dos 90 anos.

Em crianças, a apneia do sono provoca redução na massa cinzenta

O estudo foi apresentado na revista Scientific Reports. Crianças que sofrem com de apneia podem ter uma redução significativa da massa cinzenta, ou seja, células cerebrais.

Essas células estão envolvidas com a memória, movimento, emoções, percepção ou fala, quando comparadas com crianças que não possuem apneia do sono. O estudo analisou crianças com idade entre 7 e 14 anos com apneia do sono moderada ou grave e comparou com crianças sem o problema.

O problema pode afetar até 5% das crianças, podendo ocasionar na perda de neurônios ou em um atraso no crescimento neuronal do cérebro em desenvolvimento. Por causa disso, é importante considerar o tratamento precoce para que o problema não seja agravado.

Agora você sabe quais são os sintomas, tratamentos e consequências que a apneia do sono pode causar no cérebro. Se você possui algum dos sinais ditos no artigo, procure orientação médica para que o problema seja diagnosticado.

Dr. Luan Diego Marques
Médico Psiquiatra

Confira mais conteúdo no Instagram @psiquiatraluandiego

CRM-DF 20486
Médico psiquiatra que realiza atividade clínica ambulatorial sob o foco de que cada pessoa é única e deve ser avaliada e compreendida como um todo.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo novo com prioridade

Receba novos conteúdos do blog direto no seu email

envelopeusermap-markercalendar-fullsmartphonebubble
16 Compart.
Twittar
Compartilhar16
Compartilhar
Pin